Notcias e Eventos

Notcias e Eventos

Grupo de Cuidados Paliativos participa de audiência na Assembleia Legislativa

30/08/2017

O Grupo Consultor de Cuidados Paliativos (GCCP) do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo, participou nesta terça-feira, 29 de agosto, na Assembleia Legislativa, da audiência pública sobre Cuidados Paliativos e boas práticas implantadas em serviços de saúde no Rio Grande do Sul. Participaram do evento o Enfermeiro Mauricio Luzzi, o Fonoaudiólogo William Brizola Lisboa e a Psicóloga Débora Marchetti que apresentou o trabalho desenvolvido pelo GCCP. A audiência foi proposta pelos Deputados Pedro Ruas e Stela Farias com o intuito de conhecer os serviços existentes bem como, construir uma política pública de Cuidados Paliativos no estado.

Em sua explanação Débora evidenciou que um dos maiores objetivos do grupo é instigar as diversas especialidades a pensar no melhor manejo e plano de cuidado do paciente e sua família diante de uma doença que ameaça a vida. Diante de todas as especialidades e setores dentro do ambiente hospitalar que solicitam a avaliação do GCCP, Débora apresentou a experiência de inserção dos cuidados paliativos no Centro de Tratamento Intensivo Pediátrico, que apesar de não ser o ambiente ideal de iniciar o tratamento de cuidados paliativos é o setor em que o grupo encontrou um espaço para atuar de forma direta na comunicação e na relação entre paciente, família e equipe de saúde. “Muitos pacientes se beneficiaram com o nosso trabalho, desde pacientes que evoluíram para a morte dentro do CTI acompanhados pelos seus familiares com uma morte tranquila e digna sem a invasão dos profissionais da saúde, até pacientes que tiveram alta hospitalar com perspectiva de sobrevida baixa e que morreram no conforto da sua casa, junto aos seus entes queridos”, relatou Débora, enfatizando a importância de compartilhar as decisões em conjunto com a família respeitando seus desejos e vontades.

Sobre a audiência, os profissionais pontuaram ainda que além do cuidado paliativo promover alivio de sofrimento para o paciente, conforto para a família, possibilidade de realização de sonhos, resolução de pendências e morte digna, é imprescindível considerar a realidade das instituições de saúde e na saúde pública atual, como: a superlotação dos hospitais, falta de leito nas UTIS, custo de uma internação hospitalar prolongada, custo de procedimentos invasivos sem necessidade. “Os Cuidados Paliativos devem ser encarados como uma opção terapêutica de saúde, mas também visar a redução de custos para as instituições e o sistema de saúde. Trabalhos como os que foram apresentados na audiência devem ganhar mais visibilidade e apoio do estado” enalteceram.

Foto: Débora falou sobre o trabalho do Grupo Consultor de Cuidados Paliativos (Foto Ascom/HSVP)
Foto: Equipe do HSVP junto com o Deputado Pedro Ruas e a médica Dra. Julieta Carriconde Fripp (Foto Ascom/HSVP)

Galeria de fotos