Notcias e Eventos

Notcias e Eventos

Gratidão aos doadores de sangue

24/11/2017

 Quando o gesto da doação passa de pai para filho é algo especial. Rogério Feltes, 55 anos, agricultor de Nova Boa Vista é pai de Daniel Rodrigo Feltes, 28 anos, padre do Seminário e Santuário Nossa Senhora Aparecida. Há mais de 20 anos, Rogério é doador voluntário de sangue total. Como doa a cada dois meses, o ato por si só serviu de exemplo e incentivo para o filho também tornar-se doador. E assim como uma corrente pela vida, Daniel motivou o pai a ser doador de aférese. Esta semana, os dois vieram juntos doar no Serviço de Hemoterapia do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo. "É uma alegria poder estar com meu filho, fazendo a doação. Primeiro eu incentivei ele a doar e depois ele me falou sobre a doação por aférese", detalhou Rogério, ao salientar que nunca precisou de sangue e que se sente gratificado em poder ajudar as pessoas que necessitam da doação. Ao lado de seu pai, Daniel afirmou que doar sangue é um gesto de caridade no sentido humanitário e cristão. "Poder doar um pouco de si para o bem de outros é ter certeza de que a nossa vida influencia na vida de outras pessoas". Os dois são unânimes ao reforçar que quando sabem de alguém que precisa de sangue, veem a importância do ato solidário para manter a vida humana.

Rogério e Daniel fazem parte do cadastro para doação por aférese do Serviço de Hemoterapia do HSVP e o gesto solidário deles e de tantos outros doadores é o que possibilita que muitas vidas sejam salvas no hospital. Por isso, na semana do doador de sangue, e neste Dia Nacional do Doador de Sangue, 25 de novembro, a Hemoterapia e os pacientes agradecem a todos pela ação tão nobre.

O sangue não pode ser produzido em laboratório e nem comprado, dessa maneira, a doação totalmente voluntária é a única forma para a obtenção dos hemocomponentes, que são utilizados diariamente. Uma doação pode ajudar até quatro pessoas. O SH do HSVP atende uma demanda diária de hemocomponentes utilizadas em procedimentos de alta complexidade como no tratamento de doenças onco-hematológicas, cirurgias cardíacas, transplantes hepáticos, entre outros tratamentos. “Queremos agradecer todos os nossos doadores que realizaram a doação no decorrer do ano e estender o convite a todas as pessoas que podem realizar esse gesto nobre que é a doação de sangue. Para quem não pode doar fica a missão de incentivar outras pessoas que possam", ressalta a responsável técnica do Serviço de Hemoterapia, hematologista Dra. Cristiane Rodrigues de Araújo.

A demanda diária da Hemoterapia é entre 60 a 80 candidatos para doação de sangue, e em menos de uma hora, o doador está permitindo que uma pessoa melhore sua saúde ou sobreviva em casos mais graves. “Tivemos uma programação especial durante a semana e estamos aguardando os doadores de sangue com comemorações internas que visam celebrar e expressar toda a nossa gratidão por esse gesto solidário. Faça parte deste time!!! Seja você também um doador de sangue”, reitera Dra. Cristiane.

Se você, assim como Rogério e Daniel, quer se tornar um doador de sangue, dirija-se até o Serviço de Hemoterapia, de segunda à sexta-feira, das 8h às 15h, munido de documento original com foto em mãos. Para realizar a doação é necessário ter entre 18 e 69 anos, pesar acima de 50 kg e sentir-se bem de saúde. Dúvidas, perguntas e mais informações podem ser obtidas pelo fone (54) 3316 4087.

Mensagens de amor, sem olhar a quem!

Neste ano, o Serviço de Hemoterapia e a Comunicação Social do HSVP lançaram o livro Mensagens de amor, sem olhar a quem! O pocket (livro de bolso) representa uma homenagem digna aos doadores, pacientes de todas as idades, que já tiveram suas vidas salvas pela doação de sangue.
A essência do livro traz o conteúdo de mensagens que são compartilhadas entre doadores e pacientes através das Pílulas da Vida e do Bem, projetos que visam humanizar a captação de sangue no serviço. Frases bonitas, relatos e experiências tocam o coração de quem é sensível à causa da doação. As cápsulas funcionam como urnas e guardam as mensagens escritas na Hemoterapia, na beira do leito e em diversas unidades do HSVP.

O que é doação de sangue por aférese?

Aférese significa separar ou retirar. Através desta doação é possível retirar apenas uma das células do sangue total. O procedimento é realizado em uma máquina chamada separadora de células. No Serviço de Hemoterapia do Hospital São Vicente de Paulo é realizada a coleta de hemácias e plaquetas por aférese. O procedimento é feito com agulha e kits descartáveis, que não são reutilizados, em nenhuma hipótese. Para se tornar um doador de aférese é recomendado uma doação de sangue total prévia, onde será verificado se o doador possui acesso venoso com calibre adequado para a doação por aférese.

Foto: Pais e filhos são exemplos da importância da doação de órgãos (Foto Assessoria de Comunicação HSVP/Endil Mello)

Galeria de fotos