Notcias

Notcias

Simpósio de Hemoterapia traz atualizações e soluções para a área

27/08/2018

Em comemoração ao centenário do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo, o Serviço de Hemoterapia promoveu nos dias 23 e 24 de agosto, o Simpósio de Hemoterapia. O evento reuniu profissionais da área e alunos de medicina no auditório da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), apoiadora do simpósio que contou com patrocínio da Abbott e da CEI.

Atualização da hemoterapia, novas técnicas, o presente e o futuro de uma área complexa, que depende do gesto voluntário de doadores para manter seus estoques de sangue e salvar vidas, estiveram no centro de conferências e palestras, apresentadas por profissionais de diversas cidades e estados do país.
Participaram da solenidade de abertura, o presidente do HSVP, José Miguel Rodrigues da Silva, o diretor do Serviço de Hemoterapia, Dr. Antônio Alexandre Clemente de Araújo, diretor técnico médico do HSVP, Dr. Adroaldo Baseggio Mallmann, a coordenadora da Hemorrede do Rio Grande do Sul, Dra. Helena Beatriz Silveira Cunha.

Na oportunidade, o presidente do HSVP enalteceu a importância do Serviço de Hemoterapia para a instituição hospitalar que possui uma grande demanda por sangue, em razão de ser referência em alta complexidade. Ao mesmo tempo em que valorizou o simpósio comemorativo aos 100 anos do Hospital São Vicente.

O diretor da Hemoterapia do HSVP, Dr. Antônio Alexandre destacou o simpósio como um evento regional, que discute a realidade diária dos profissionais da área, buscando soluções para os problemas, com a presença da vigilância e Hemorrede do estado. “O que pretendemos é voltar pra casa com deveres para cumprir e implantar melhorias na Hemoterapia”.

A representante da Hemorrede do RS, Dra. Helena parabenizou o Hospital São Vicente como importante instituição que alavanca a cidade como polo de saúde e educação, visto que trouxe um Serviço de Hemoterapia de qualidade, que busca aplicar novas soluções na área.

Neste aspecto, o diretor técnico médico do HSVP, Dr. Adroaldo, salientou que antes da instalação do Serviço de Hemoterapia, o hospital tinha um banco de sangue, e que a chegada do serviço permitiu mudanças fantásticas para melhor. Ele ainda enfatizou que o serviço tem excepcional qualidade e é um orgulho para o HSVP.

Hemoterapia no futuro

Este foi o tema da conferência de abertura, apresentada pelo Dr. Luiz Amorim, hematologista e hemoterapeuta, diretor geral do Hemorio e professor da Universidade Federal Fluminense do Rio de Janeiro. O conferencista trouxe um panorama da hemoterapia, com alguns apontamentos sobre o futuro da área. Em sua visão, o que já faz parte do presente em alguns países e que no Brasil será o futuro é a centralização de serviços, com notável redução da quantidade de serviços. Na França, por exemplo, há 2,6 milhões de doações por ano, 1 laboratório de sorologia e 1 laboratório de imuno-hematologia de doador. Nos EUA, que tem 13 milhões de doações, há 6 laboratórios NAT e 12 sorológicos.

Em relação ao futuro da doação de sangue, Amorim apontou a ampliação do número de postos fixos de coletas e o aumento das doações de coletas móveis, como ônibus e equipes em empresas, facilitando o acesso dos doadores. Essa realidade favorece o fim das megaestruturas de doação, seguindo um modelo adotado nos anos 90 pelos hemocentros. Na opinião do hematologista, a população brasileira já incorporou a doação de sangue, está ciente de sua importância, porém na prática as estatísticas mostram que há uma estagnação, visto que a população cresceu, envelheceu e a doação não aumentou proporcionalmente.

Quanto as diversas áreas da hemoterapia, Amorim apresentou alguns caminhos futuros no transporte de sangue, como o sangue sendo transportado por drones. Da mesma forma mostrou a possibilidade de se ter sangue artificial, produção de hemácias in vitro, hemácias universais, uso de plaquetas geladas e coleta de sangue feita por robôs. Várias práticas já são uma realidade em alguns países, porém no Brasil, ainda há um futuro incerto para muitas dessas projeções.

Homenagem ao Dr. Rudah Jorge
No segundo dia, o Simpósio de Hemoterapia do HSVP homenageou o Dr. Rudah Jorge, pediatra que liderou a Direção Médica do Hospital São Vicente de Paulo por mais de 40 anos. Segundo Dr. Antonio Alexandre, a homenagem é para valorizar todos os anos em que Dr. Rudah se dedicou, se comprometeu, sendo um grande apoiador e parceiro das ações do Serviço de Hemoterapia.

Emocionado, Dr. Rudah recebeu a homenagem com alegria e satisfação, que o fortalecem como referência para a medicina de Passo Fundo e região, especialmente, sua contribuição para o crescimento e a potência do Hospital São Vicente de Paulo.

Foto: Presidente do HSVP, José Miguel Rodrigues da Silva evidenciou a importância do Serviço do Hemoterapia para o hospital (Foto Assessoria de Comunicação HSVP/Caroline Silvestro)

Foto: Dr. Antônio Alexandre Clemente de Araújo destacou o simpósio como um evento regional que discute a realidade da hemoterapia (Foto Assessoria de Comunicação HSVP/Caroline Silvestro)

Foto: Dr. Luiz Amorim, diretor do Hemorio falou sobre a hemoterapia no futuro (Foto Assessoria de Comunicação HSVP/Caroline Silvestro)

Foto: Dr. Rudah Jorge recebeu homenagem da Dra. Cristiane da Silva Rodrigues de Araújo (Foto Assessoria de Comunicação HSVP/Caroline Silvestro)


Galeria de fotos