Notcias

Notcias

Ação de combate ao cigarro movimenta público nas portarias

29/08/2018

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e o Programa de Residência Multiprofissional Integrada em Saúde do Idoso, do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), realizado em parceria com a Universidade de Passo Fundo (UPF) e a Secretaria Municipal de Saúde, promoveram ação alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Fumo, nesta quarta-feira, 29 de agosto. A data foi instituída em 1986 pela lei nº 7488, criada com o objetivo de conscientizar e mobilizar a população sobre os riscos decorrentes do uso do cigarro.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável no planeta, sendo considerado, portanto, um problema de saúde pública. Estima-se que cerca de 200 mil pessoas morram todo o ano no Brasil em decorrência do fumo. Esse valor salta para cerca de 4,9 milhões em perspectiva mundial.

Os residentes e os integrantes da CIPA marcaram presença nas portarias de funcionários e de visitas, com banners, chamaram atenção para os malefícios do cigarro e conclamaram as pessoas para terem a iniciativa de deixar de fumar. Além de informar, esclarecer as dúvidas da comunidade, os residentes propuseram a troca da carteira de cigarro por um creme para as mãos. Durante a ação foram trocadas cinco carteiras pelos brindes.

Ivanice Diones Oliveira da Silva, 42 anos, não conseguiu deixar sua carteira de cigarros. Fumante há 27 anos, ela disse que ainda não se sente preparada para parar de fumar. Ela tem vontade e sabe da importância de mudar de atitude, mas precisa de mais suporte para concretizar esse desejo.

O aposentado João Irani de Almeida, 66 anos, gostou da iniciativa dos residentes para alertar as pessoas. Ele não fuma e conta que sua esposa, fumante há 30 anos, conseguiu largar o vício sem necessitar de tratamento. No entanto, o longo período fumando deixou consequências negativas para a família. Hoje, ela trata um câncer de pulmão. No momento está bem, mas tem a saúde comprometida por conta da doença. João encoraja os fumantes a tomarem a decisão, se ajudarem para deixar o fumo. “Tem que se determinar, fazer um voto com Deus, que vão conseguir parar com o cigarro, que só faz mal”.

Foto: Sensibilizar as pessoas para deixarem de fumar foi o objetivo da ação (Foto Assessoria de Comunicação HSVP/Endil Mello)

Foto: Residentes propuseram a troca da carteira de cigarros por brindes (Foto Assessoria de Comunicação HSVP/Endil Mello)

Galeria de fotos