Notcias

Notcias

HSVP alerta sobre conscientização da importância de lavar as mãos

03/05/2019

A higienização das mãos exerce um papel essencial dentro de uma instituição hospitalar. Pensando nisso, o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), de Passo Fundo, no Dia Mundial da Higienização das Mãos, 05 de maio, lembra a importância da lavagem das mãos, algo tão simples, mas que pode salvar muitas vidas.

A lavagem das mãos é a medida mais eficaz e que tem um impacto visível e positivo na diminuição de infecções que são relacionadas a assistência saúde. Dentro de um ambiente hospitalar, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) preconiza cinco momentos para a realização da higienização das mãos: o primeiro é antes de entrar em contato com o paciente, o segundo é antes de realizar qualquer procedimento asséptico, o terceiro é a higienização imediata após o risco de exposição a fluídos corporais e após a remoção de luvas, o quarto momento é a higienização das mãos após o contato com o paciente, as superfícies e objetos próximos a ele e ao sair do ambiente de assistência ao paciente e, o quinto momento, é a higienização após tocar qualquer objeto, mobília ou outra superfície do paciente, mesmo que não tenha tido contado direto com ele. As medidas são para a proteção tanto do paciente, como do profissional, de forma que evite a transmissão de microrganismos que podem causar infecção.

Em relação a higienização das mãos ser feita com água e sabão ou o álcool em gel, Letícia Biasi do Carmo, Enfermeira do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do HSVP, orienta que “sempre que tenha alguma sujidade visível nas mãos que higienize com água e sabão. Na ausência da sujidade visível pode-se utilizar o álcool em gel”.

A Farmacêutica do SCIH, Lidiane Riva Pagnussat ressalta que “O álcool tem ação rápida e maior redução na carga microbiana das mãos, por esta razão, é considerado mais efetivo quando comparado a higienização das mãos com água e sabão comum ou associados a antissépticos”.

A profissional frisa ainda que, a higienização das mãos é a medida mais simples e mais eficaz para diminuir infecção, não somente em ambiente hospitalar, como também, em outros locais. “Cabe ressaltar que agora com a chegada do inverno, muitas doenças respiratórias, são transmitidas pelo contato de mão suja”, alerta. Além disso, ela conta que diminui até mesmo infecções simples como conjuntivite, resfriados gripes e infecções gastrointestinais (diarreias e viroses).

Em alusão ao Dia Mundial da Higienização das Mãos, inicia no dia 06 de maio a Semana do Controle de Infecção, que é uma campanha institucional desenvolvida pelo SCIH com apoio da Gerência de Enfermagem, Núcleo de Segurança do Paciente, Residência Multiprofissional da Universidade de Passo Fundo (UPF) e projeto de Extensão da UPF Sorriso Voluntário. A campanha visa desenvolver atividades educativas com todos os funcionários do HSVP, tanto na matriz como na Unidade Uruguai e vai até o dia 15 de maio, quando se lembra o Dia Nacional do Controle de Infecção Hospitalar.

Foto: Assessoria de Comunicação HSVP
 

Galeria de fotos