Notcias

Notcias

Centro Oncológico Infantojuvenil: Badaladas de felicidade

24/07/2019

O silêncio dos corredores, os bipes das bombas de infusão e a conversa nos quartos foram abafadas pelo tilintar de sino, seguido por sons de choro e palmas. A terça-feira, 23 de julho de 2019, não era nem de longe, um dia comum no Centro Oncológico Infantojuvenil do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo. O som do sino convidava as pessoas a se aproximarem e descobrir o que acontecia. O dia era de celebração, três pacientes Quetlin Cristina Flores Hoffmann, Michael Vitorino Eufrasio e Karen Eduarda de Morais encerravam o ciclo de quimioterapias e venciam uma das batalhas na luta contra o câncer. Quetlin 13 anos e Michael 9 anos, lutam contra Leucemia e Karen 16 anos contra um câncer no útero.

O Sino da Vida, como foi batizado o projeto desenvolvido pelo Núcleo de Cuidados Integrativos (NCI) em conjunto com os profissionais do Centro e a Comunicação Social, tem o objetivo de humanizar e celebrar a conclusão de um dos ciclos do tratamento oncológico. Além disso, o Sino da Vida desperta esperança e entusiasmo nos pacientes que ainda estão em tratamento. “O projeto já existe em vários hospitais pelo país e foi estudado pela nossa equipe para trazer benefícios também para os nossos pacientes. Percebíamos que, ao findar o tratamento quimioterápico muitos pacientes tinham a necessidade de vir agradecer e celebrar com a equipe. Sendo assim, o sino vem como um símbolo de confraternização, onde equipe, pacientes e familiares reúnem-se para desejar que o paciente siga em frente, viva bons momentos e continue acreditando que tudo é possível”, ressalta Fernanda Busnello psicóloga do Serviço de Oncologia e integrante do NCI.

As batidas do sino faziam bater mais forte também o coração de todos que estavam ali, a vida vencia. Os pais muito emocionados agradeceram o apoio da família e a equipe que os abraçou de forma carinhosa. “É uma grande vitória esse momento depois tudo que passamos, esse dia é o mais feliz da minha vida”, evidenciou Angelica Martins Flores, mãe da Quetlin.

Regina Aparecida Soterio, mãe da Karina, agradeceu o acolhimento da equipe e fez uma homenagem aos pacientes que não venceram a batalha, tocando uma batida de sino para eles. “Toda equipe do hospital me abraçou como se eu fosse da família. Graças a Deus a minha filha está aqui, linda e bem. Nós conseguimos vencer e muitos pais vão vencer”. Assim como ela, Augusto Eufrasio, pai do Michael, pontuou a ajuda de toda e equipe. “Graças a Deus e a essa equipe meu filho está são e salvo. Não tenho palavras, muito obrigado”.

Na oportunidade, o coordenador do Centro Oncológico Infantojuvenil, oncologista pediátrico Pablo Santigo, enalteceu a importância do momento, o trabalho das equipes e a alegria de ver os pacientes tocando o sino. “Estamos reunidos, nossos colaboradores, apoiadores, famílias, para inaugurar esse projeto e queremos muito que todas as crianças e adolescentes cheguem nesse momento. De todas as inaugurações que fizemos aqui no hospital, essa é a mais simbólica. Ela marca o final da caminhada das crianças, a chegada ao final do seu tratamento e são convidadas a tocar o sino, simbolizando que elas finalizaram a caminhada, estão seguindo o trajeto até chegar à cura”, explicou Pablo, enaltecendo ainda, que no Centro uma grande família é formada, onde todos se apoiam e buscam vencer a luta contra o câncer.

O presidente do Hospital São Vicente, José Miguel Rodrigues da Silva lembrou o significado do sino na história e como o som dele marca a vitória e conquista de um objetivo. “Quando ouvi tocar o sino me veio à mente, o tempo em que lá no interior ouvíamos tocar o sino e íamos para a paróquia se reunir. As famílias conversavam, confraternizavam e agradeciam a Deus pela comunidade. Antigamente também, o sino tocava nas cidades anunciando uma conquista, uma vitória e chamava todos para celebrar juntos o momento”, relembra José Miguel, desejando ainda que o sino toque muitas vezes. “Quando as crianças tocam o sino aqui, estão chamando todos, equipe, família, profissionais para comemorarem com eles esta importante etapa da vida. Quero parabenizar também a equipe de profissionais que acolhem, cuidam com carinho e lutam ao lado das famílias contra essa doença. Agradecer pelo amor dedicado em um momento de tanta dificuldade para essas famílias, com certeza, essas crianças vão lembrar desse momento, desse amor e quando encontrarem alguém em um momento difícil, também vão ajudar. Que este sino toque muitas vezes anunciando vitórias”.

O momento de alegria para pacientes e famílias além da presença da equipe multiprofissional do Centro Oncológico, do presidente do HSVP, José Miguel Rodrigues da Silva, contou também com o superintendente executivo Ilário De David, Diretor Técnico Médico, Adroaldo Baseggio Mallmann, vereador e apoiador do Centro Oncológico, Saul Spinelli, Gerente de Recursos Humanos Jairo Davoglio, integrantes do NCI, residentes e preceptores da Residência Multiprofissional em Atenção ao Câncer e colaboradores do HSVP.

Foto: Sino foi tocado alto e forte pelos três pacientes (Foto Assessoria de Imprensa/Caroline Silvestro)
Foto: Momento emocionou famílias, pacientes e equipes (Foto Assessoria de Imprensa/Caroline Silvestro)


Galeria de fotos