Notcias

Notcias

Acampamento da Criança com Diabetes é tema de palestra em Guaporé

17/09/2019

Um momento para conversar e conscientizar crianças, adolescentes e professores sobre a Diabetes. Este foi o objetivo do encontro realizado na última sexta-feira, 13 de setembro, sobre o tema, em parceria com o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo, Universidade de Passo Fundo (UPF) e Lions Clube de Guaporé, na Escola Frei Caneca. Conforme explica o assiste administrativo do HSVP e apoiador do Acampamento da Criança com Diabetes, Luiz Dal Magro, o momento serviu para demonstrar que a diabetes é uma doença sem cura, mas o diagnóstico precoce é possível.

Para promover a reflexão, participaram também o médico endocrinologista do HSVP, Dr. Thiago Fritzen, e acadêmica de nutrição, Tainara Dornel. Em meio a brincadeiras e distribuição de brindes, os alunos puderam se informar sobre o Acampamento, bem como, os programas que são desenvolvidos para melhorar a vida das pessoas que convivem com a doença e ajudar a evitar que outras pessoas a desenvolvam. "Eles prestaram muita atenção, fizeram várias perguntas. Porque o diabetes não tem cura, e tem muitos tabus ainda, então trabalhamos bastante esta questão, principalmente nas escolas", pontua Luiz.

Participaram da ação, cerca de 200 alunos, do ensino fundamental e médio. Conforme explica Adrieli Prigol, bolsista Paidex do Projeto de Permanente Cuidado a Criança com Diabetes, é importante realizar a desmistificação do diabetes tipo 1. "É importante tanto para essas crianças, quanto os adolescentes e professores, e também para a divulgação do projeto. É uma proposta que surgiu no ano passado, e estamos recebendo o convite de vários Lions da região", comenta.

Encontro da Família
O domingo, 15 de setembro, foi dia do último encontro antes do Acampamento da Criança com Diabetes. Durante o dia, 30 crianças e jovens, acompanhados de seus familiares, tiveram palestras e atividades, divididos por faixas etárias. De manhã, os pais tiveram oficina de vacinação, as crianças uma oficina de dança tradicionalista e de chimarrão. Os monitores também puderam aprender um pouco mais com a oficina de contagem de carboidratos.

Segundo Adrieli, pela parte da tarde os pais tiveram uma oficina de saúde do homem, e as mães um momento de troca de experiências. "Já os adolescentes tiveram uma oficina sobre motivação e as crianças uma atividade com os acadêmicos da Medicina, sobre o Hospital do Ursinho", explica. Para os monitores, a oficina foi sobre atividade física.

Acampamento de Crianças com Diabetes
O Hospital São Vicente é parceiro no Acampamento da Criança com Diabetes, que recebe crianças de 6 a 12 anos, acompanhados de dois familiares. De acordo com Luiz, "o hospital entra com a parte de estrutura e, principalmente, a parte da alimentação nos encontros da família e no acampamento". Para realizar as refeições, que vão desde o desjejum até o jantar, é necessário o auxílio de nutricionistas, cozinheiras e colegas do hospital.

Tanto nos encontros, quanto nos acampamentos, a aprendizagem compartilhada entre crianças e jovens portadoras de Diabetes tipo 1 é o que objetiva a ação. "O Acampamento trabalha o conhecimento e a conscientização. Para aprender a conviver com diabetes, as pessoas têm que aprender a conhecer o organismo. Aprendemos muito com a troca de experiências, quem viveu alguma situação partilha e quem viveu outra parecida acaba manifestando como resolveu, então é bem importante", ressalta Luiz.

As oficinas envolvem bastante conhecimento teórico-prático, com temas relacionados à saúde e oficinas diversas. Além de atividades em que as crianças e adolescentes aprendem a fazer a própria comida, como guloseimas, tem-se atividades para medir insulina e realizar a contagem de carboidratos. "Tem toda estrutura corporal, então cada pai tem que aprender a ver o que irá dar resultado para o seu filho. É um conhecimento do dia-a-dia".

Galeria de fotos