Centro Oncológico Infantojuvenil

Centro Oncológico Infantojuvenil

Centro Oncológico Infantojuvenil

Referência para aproximadamente dois milhões de habitantes, abrangendo as macrorregiões norte e missioneira, que contempla 188 municípios, o Centro Oncológico Infantojuvenil conta com o trabalho e a dedicação de uma equipe multiprofissional formada por médicos, enfermeiros, fonoaudiólogos, farmacêuticos, psicólogos, odontólogos, assistentes sociais, nutricionistas, fisioterapeutas e pedagogas.
O espaço com uma área de 250 m² oferece conforto e humanização para as crianças e adolescentes em tratamento. O ambiente decorado e colorido é um dos diferenciais, além dos projetos de humanização desenvolvidos.



Escola de Vida

Desde março de 2016, a rotina das crianças e adolescentes em tratamento oncológico no Hospital São Vicente mudou. Junto com as roupas para a internação, eles trazem alguns cadernos e além de medicação, recebem no hospital ensino e levam para casa aprendizado. O Projeto Classe Hospitalar Escola de Vida, desenvolvido em parceria com a Prefeitura Municipal e Ministério Público, já atendeu mais de 124 alunos e mostra-se um diferencial no tratamento contra o câncer.

O projeto busca promover para crianças e jovens em tratamento oncológico, a aprendizagem para que não percam o ano letivo e possam validar esse conhecimento. As duas professoras responsáveis pelo programa entram em contato com a escola de origem do aluno para saber as habilidades e competências de cada área do conhecimento, conforme o ano escolar. A partir disso, são preparadas as atividades. Desta forma, é assegurada a continuidade no processo de aprendizagem e conhecimento. Ao saber que estão aprendendo o mesmo conteúdo que os colegas, as crianças e adolescentes se animam e retomam essa rotina do aprender que tinham antes do tratamento.

Atualmente 48 crianças estão em acompanhamento no projeto, sendo que, 25 delas só frequentam a Escola de Vida, já que não podem ir à escola. Os alunos são desde a educação infantil até o ensino médio. As aulas acontecem nos turnos da manhã e tarde, em uma sala disponibilizada para este atendimento ou nos quartos quando a criança não pode ir até a sala.

Em 2017, o projeto recebeu o Selo Experiência Inovadora por parte da Corregedoria-Geral do Ministério Público, como reconhecimento pelas atividades desenvolvidas.



Projeto “atenção pode ser câncer”

O projeto de educação continuada “Atenção pode ser câncer” do Centro de Oncologia Infanto-Juvenil, que busca através de fascículos contínuos levar informação e conhecimento para profissionais da saúde, lançou seu quarto fascículo em abril, com o tema “Anemia vira leucemia”? O projeto tem apoio da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul. O objetivo desta iniciativa é abrir um canal de discussão sobre as neoplasias na infância e adolescência. Os fascículos são encaminhados para mais de 800 endereços, além de estarem disponíveis online, no site da SPRS.

Galeria de fotos